Somos o que pensamos e falamos. (por Marcos Ton)

Somos o que pensamos e falamos. (por Marcos Ton)
31/03/2016 Raphael Campos

Somos o que falamos e pensamos

“ …tudo o que somos é resultado do que pensamos (e falamos) dia a dia”.

Reflita sobre o pensamento acima que diz que nós somos o que pensamos e falamos… ou seja, estamos onde estamos, temos o que temos e conquistamos o que já conquistamos e avançaremos rumo aos nossos propósitos (ou não) influenciados por aquilo que pensamos e falamos!

Hoje existem vastos estudos dentro do campo da psicologia positiva, neurociência e física quântica que revelam que cada um de nós é uma “grande usina de hormônios” capaz de alterar humor, estado mental, percepção, compreensão, velocidade e qualidade de aprendizado, entendimento e visualização do mundo a nossa volta, chegando ao ponto disto ser capaz de criar a nossa própria (e atual) realidade.

Você duvida disto? Então faça um exercício simples e prático para ativar conscientemente o lado positivo e o lado negativo do seu “Self”:

Exercício #1: Ativando o seu lado Self-Down

Baixe a cabeça, mantenha a testa franzida, mantenha a boca fechada com os lábios pressionados, feche os olhos e mentalize o escuro (pense no vazio, no nada) por 3 minutos e depois perceba o seu estado físico, emocional e mental:

…em 99% dos casos, as pessoas reconhecerão que se colocaram em um estado desanimador, pessimista e altamente negativo.

Exercício #2: Ativando o seu lado Self-Up

Agora levante a cabeça, expanda suas expressões faciais, sorria largamente, abra seus olhos e mentalize coisas boas (traga a memória imagens positivas e momentos agradáveis) por 3 minutos e ao final, dê um libertador e expansivo “grito de guerra” (cada usa o seu…rsrs):

…e em 99% dos caso, será possível perceber como você terá se colocado em um estado físico, emocional e mental entusiasmado, animador e altamente positivo.

O que ocorreu neste pequeno experimento prático? Você de forma consciente ativou a sua “usina de hormônios” em favor de um propósito desejado e compreendeu como isto funciona na prática, algo que pode lhe ajudar daqui em diante a pensar duas vezes sobre as suas atitudes e comportamentos, sabendo que eles são capazes de alterar seu estado físico, emocional e mental.

Adianto que os inúmeros estudos existentes sobre este interessante assunto não estão diretamente ligados a abordagens filosóficas ou religiosas, ainda que estes outros campos do conhecimento humano reafirmem e reforcem que tudo o que pensamos e falamos diariamente tornam-se grandes e poderosos potencializadores e delineadores da vida de cada pessoa na prática.

A verdade é que os nossos pensamentos e nossas palavras, executadas de forma conscientemente ou não, fortalecem e formam as nossas crenças, e as nossas crenças mais fortes por sua vez , sejam elas negativas ou positivas, impactam em nossa vida e em como interagimos com tudo a nossa volta – e isto se retroalimenta de forma cíclica para o bem ou para o mal.

Para que você compreenda um pouco melhor isto, um dos grandes treinadores do tênis, Tim Gallwey, observou que todo tenista joga dois jogos, um que acontece de forma externa, ele jogador versus um adversário, e outro jogo acontece de forma interna, ele jogador versus ele mesmo – e isto representou um dos grandes insights e contribuições deste grande treinador para o mundo dos negócios, em específico para o coaching, o que confirma os pensamentos deste artigo.

Bom, mas o que isto tem a ver com você? Posso dizer que tudo!

“Nossa palavras têm poder para construir ou destruir nossa vida…” (Provérbios 18:21)

O seu “jogo interior” está sendo todos os dias jogado de forma vitoriosa (ou não) e isto impulsionará, reforçará e direcionará o seu “jogo exterior” e por fim o seu resultado final, tudo através do que você tem FALADO ou PENSADO dia a dia – simples assim!

Link do artigo original aqui.